Analisa Neto, é nutricionista, tem 28 anos e carrega consigo um amor único, pelas suas origens, a bela região de Montalegre. Foi na terra dos avós que aprendeu a apreciar e a respeitar, os produtos que a terra oferecia em cada estação.

Analisa cresceu entre tachos e panelas, na cozinha da avó e da mãe, onde nasceu o gosto pelos alimentos e pela alimentação.

Muito cedo aprendeu a importância de escolher os alimentos mais frescos e apreciar o sabor dos alimentos próprios de cada época. Estudar nutrição foi assim um percurso natural, para esta jovem apaixonada por estas coisas dos nutrientes e do sabor.

“A nutrição sempre esteve presente lá em casa. Desde muito nova que faço parte das idas ao mercado com a minha mãe e era presença assídua na cozinha da minha avó. Por isso o meu gosto pelos alimentos, não só pelos nutrientes, que têm presentes, mas também por todas as memórias que me trazem.”

A nutrição, para a Analisa, é também uma forma de cuidar e melhorar a saúde dos outros e acredita poder desta forma prevenir determinadas patologias, através de uma alimentação equilibrada.

Por acreditar na nutrição como meio preventivo, Analisa desde sempre se dedicou à formação dos mais novos, participando nas mais variadas atividades  de sensibilização alimentar. Ensinar os mais novos a ter bons hábitos alimentares é uma das suas lutas, trabalhando, sempre que possível, junto das escolas, na criação de dietas saudáveis e na introdução de algumas medidas que possam contribuir para uma alimentação mais saudável.

Analisa é colaboradora na empresa, Em Família, em Braga, onde dá consultas, aconselhamento, acompanhamento personalizado, formação para a nutrição e rastreios de nutrição.

Dicas da Analisa para uma alimentação mais saudável nos jovens

“Uma vez que os jovens passam a maior parte do tempo em escolas e centros de estudo, a principal mudança devia ser aí. Eliminar máquinas de venda e vigiar os produtos vendidos nos bares. Campanhas de sensibilização e desenvolvimento de projetos direcionados para a educação alimentar eram uma outra opção.”

Os conselhos da Analisa:

 

Anúncios