Teresa Rebelo, autora do blogue Lume Brando.

header3

Licenciada em Comunicação Social e com uma Pós-graduação em Marketing, Teresa Rebelo trabalhou vários anos em publicidade como copywriter. Nascida numa família que sempre valorizou as celebrações à mesa, com comida caseira, o bichinho da cozinha apareceu cedo. No entanto, só quando casou é que começou a cozinhar a sério, tendo pouco depois criado o Lume Brando.

Há alguns anos decidiu tornar-se freelancer para se poder dedicar mais aos filhos, atualmente com 10 e 8 anos, oferecendo também parte do seu tempo como voluntária numa IPSS na área da Deficiência.

“O meu marido e os meus rapazes são os meus maiores fãs, mas também os meus maiores críticos. São bastante exigentes e tento oferecer-lhes refeições variadas e saudáveis, com alguns miminhos doces pelo meio.”

“O que nunca falta nas nossas refeições? Sopa para começar e fruta para acabar. Mesmo quando há uma sobremesa especial, ao fim de semana ou em dias de festa, há sempre fruta, o que ajuda a não exagerar nos doces. Também há sempre salada e legumes: os miúdos torcem o nariz, mas tenho a esperança de que só o facto de verem a mãe e o pai a comerem vegetais com tanta satisfação, vai fazer com que um dia sintam o ‘clique’ e passem a adorar também.”

Dicas da Teresa para incutir uma alimentação mais saudável nas crianças:

“Para os sensibilizar para uma alimentação saudável, dou-lhes os ingredientes a tocar e a cheirar, pergunto-lhes se já conhecem e se sabem o seu nome. Recebemos semanalmente um cabaz de legumes e fruta de uma cooperativa local e é uma forma de contactarem de perto com produtos frescos de qualidade. Cozinhar praticamente todas as refeições em casa julgo que é igualmente um bom exemplo, e muitas vezes eles próprios ajudam. Para mim, um princípio importante é não proibir alimentos, mesmo aqueles de qualidade duvidosa. Não podemos controlar tudo o que se passa à volta dos mais pequenos, há as festas de anos dos amigos, por exemplo, e proibir, só irá aumentar o interesse por esses alimentos e levar a desequilíbrios no futuro. Por outro lado, só experimentando todo o tipo de comida é que se consegue valorizar o que é realmente bom e saudável. Mas claro que lhes transmito constantemente que o açúcar e as gorduras em excesso fazem mal.”

As receitas da Teresa:

Bolo de clementina com amêndoa e sementes de chia, recheado e coberto com curd de clementina

 

Anúncios